Agora é arregaçar as mangas

Divulgação

Patrícia Natuska: "Criatividade ajuda a superar as adversidades"

Ainda estávamos começando a comemorar os avanços e o amadurecimento do mercado local de comunicação corporativa quando, de repente, tivemos que tirar o “cavalinho da chuva”. Assim como em todo o Brasil, em 2015 presenciamos no Nordeste empresas reduzindo ações, abreviando campanhas e suspendendo planejamentos até mesmo já aprovados. E em 2016 não deve ser diferente.

Pedidos de revisão de contrato, redução de serviços, readequação de atividades, suspensão de licitações assustaram alguns gestores de agências pernambucanas logo no início do ano. E grande parte se viu forçado a sentar e refazer as contas para manter os trabalhos ativos. Com o sentimento de que a fase vai passar, mas vai demandar ainda muitos ajustes até a retomada do caminho, o momento traz também a oportunidade das agências analisarem melhor sua estrutura, pensar em novos produtos e mexer os neurônios para entender para onde vai o mercado.

A ordem então é olhar para dentro. Cortar gordura, rever gastos e investimentos e pensar no futuro do negócio. E isso é bom! Ao final desse dever de casa, certamente surgirão empresas mais sólidas, capazes de sobreviver com mais fôlego às oscilações da economia e mais confiantes. Aquele excelente profissional de comunicação que acabou sendo “levado” a abrir uma agência, por exemplo, o que é bastante comum no mercado local, terá que virar gestor, entender, pensar e planejar.

Tentar ajudar o cliente a melhorar seus resultados participando do planejamento dele e entender melhor como se comunicar no ambiente online, para onde está migrando boa parte dos serviços de relacionamento com consumidor, devem ser tendências em produtos e serviços para este ano. Assim como há expectativa de procura de algumas áreas, como saúde e divulgação de companhias que estejam se preparando para chegar ou ampliar sua participação no mercado local.

Empresas estruturadas sempre dão um jeito de sobreviver. Coragem para arregaçar as mangas nós temos. Criatividade para superar adversidades também. Agora é só seguir em frente!