Ima Gestão de Imagem



Energisa Paraíba

Contexto

Todos os anos, a Energisa Paraíba (EPB), assim como qualquer distribuidora de energia elétrica do País, passa por um reajuste na tarifa que visa ressarcir os investimentos feitos no ano anterior.  Este reajuste é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), está previsto no contrato de concessão e sempre ocorre na data de aniversário da concessão, que no caso da EPB, é em agosto.

Cenário

Em 2015, a imprensa paraibana pouco conhecia sobre o cenário nacional que levou a sucessivos aumentos do preço da tarifa de energia elétrica e, assim como em todos os anos anteriores, colocava sobre a concessionária de distribuição de energia a responsabilidade pelos aumentos.

Com um assunto complexo e um cenário crítico, nosso desafio foi comunicar para a imprensa e esclarecer para a opinião pública que:

1. com a falta de chuvas, os reservatórios da região Nordeste começaram o ano de 2015 com volumes de água abaixo dos registrados na época do racionamento, entre 2000 e 2001. Em julho de 2015, o volume registrado foi o mesmo daquela época;

2. devido à severa crise hidrológica, o Governo Federal optou pelo acionamento das usinas térmicas, cuja energia é bem mais cara. Segundo a Aneel, de 2010 para 2015, a participação das usinas térmicas na matriz energética brasileira saiu de 1,33% para 19%;

3.  em fevereiro de 2015 houve variação dos custos da energia elétrica proveniente da usina de Itaipu, uma binacional cujo preço da energia gerada está indexado ao dólar e que era responsável, na época, por 15% da matriz energética do País;

4. todas as distribuidoras de energia passam por reajustes anuais na data de aniversário da concessão. Naquela ocasião a Energisa Paraíba ainda mantinha a tarifa mais barata;

5. dentro da composição da tarifa, a prestação do serviço de distribuição de energia elétrica pela Energisa Paraíba representou apenas 1,24% do reajuste, porém, a maior parte do impacto, 9,55%, foi representado pela compra de energia e uma série de encargos e impostos, que não são gerenciados pela concessionária e precisam constar na tarifa energia;

6. apesar dos sucessivos aumentos no preço da energia elétrica, os reajustes autorizados pela Aneel para a Energisa Paraíba, nos oito anos anteriores, estiveram abaixo dos índices de inflação, o que trouxe um impacto bem menor para o bolso dos consumidores. Mesmo assim, os investimentos na qualidade do serviço oferecido na Paraíba só aumentaram, resultado da excelente gestão;

7. a Energisa não é só uma distribuidora de energia, por isso, desenvolve projetos voltados para o bem-estar do cidadão paraibano com investimentos aplicados em diversas iniciativas culturais, sociais e de eficiência energética.

 

Objetivo

 

Desafios

 

Estratégia

 

Soluções

 

Resultados

 

Depoimento do cliente 

Explicar para a população a complexidade de algo tão dinâmico como o setor elétrico brasileiro é um grande desafio. Em 2015 vivíamos um de nossos momentos mais difíceis, com a implantação do chamado realismo tarifário. Para minimizar os impactos sobre a Energisa Paraíba, foi criado um modelo de gestão de imagem em que passamos a nos reunir semanalmente com as equipes da Ima Gestão de Imagem e da agência de publicidade Sin Comunicação, que passaram a funcionar não como um fornecedor, mas como um “braço” da Energisa, entendendo profundamente a realidade do setor e comunicando de forma simples nossas mensagens aos clientes. Este modelo, que funciona até hoje, vem sendo aprimorado a cada ano e os resultados desse trabalho se tornaram referência para as outras empresas do Grupo Energisa.

Marina Rievers - Gerente de Comunicação e Marketing da Energisa Paraíba e Energisa Borborema

Voltar